Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Fórum PE > Colégio de Dirigentes discute mudanças estratégicas no IFMA
Início do conteúdo da página Notícias

Colégio de Dirigentes discute mudanças estratégicas no IFMA

Na 65ª Reunião do Coldir, no Campus Barra do Corda, o reitor e o diretor-executivo da STEINBEIS-SIBE DO Brasil, Peter Dostler, assinam o contrato de consultoria, dando início ao trabalho de desenvolvimento e implementação do Planejamento Estratégico institucional.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 06/10/2016 16h17
  • última modificação 07/04/2017 10h45
A 65ª Reunião Ordinária do Colégio de Dirigentes foi realizada no Campus Barra do Corda.

A 65ª Reunião Ordinária do Colégio de Dirigentes foi realizada no Campus Barra do Corda.

Limitação de contratos e nova estrutura organizacional da Reitoria estiveram na pauta da reunião.

Foi realizada na última quinta-feira (6) a 65ª Reunião Ordinária do Colégio de Dirigentes (COLDIR) do Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Desta vez, o evento foi sediado pelo Campus Barra do Corda e a diretora-geral da unidade, professora Marinete Lobo, iniciou as atividades dando boas-vindas aos dirigentes do Instituto, apresentando as ações da unidade barra-cordense e introduzindo dois momentos culturais conduzidos por estudantes do campus: um show musical e a declamação de um poema de autoria da diretora do campus.

A reunião foi marcada sobretudo pela apresentação de propostas referentes a mudanças e posturas estratégicas frente ao cenário de crise e cortes orçamentários. As alterações previstas passam pelo remanejamento de despesas, instituição de uma nova estrutura organizacional para a Reitoria e realização de um novo planejamento estratégico institucional.

Limitação de gastos

A primeira pauta foi apresentada pelo pró-reitor de Planejamento e Administração, professor Carlos César Teixeira. Ele expôs detalhes da Portaria nº 6.114, de 3 de outubro de 2016, de limitação de gastos para contratação de bens e serviços, diárias e passagens. O pró-reitor explicou que as razões para a emissão da portaria foram o contingenciamento orçamentário para 2016 determinado pelos ministérios do Planejamento e da Educação (MEC), além do Relatório de Auditoria Anual de Contas nº 201601452 da Controladoria-Geral da União, recomendando a redução do quantitativo de profissionais terceirizados.

Para atender a nova limitação orçamentária, decidiu-se pela redução de despesas da ordem de 15% com contratos de motorista, 25% com limpeza e conservação, 25% com terceirização de mão de obra, 31% com diárias e passagens, 59% com serviços de telefonia móvel e 68% com reprografia.

Teixeira destacou também os desafios impostos pela redução do orçamento previsto para 2017, paralela à demanda crescente para o funcionamento de unidades da terceira fase de expansão do Instituto. Ele pontuou, ainda, que a proposta de economia para 2016 deverá ser equilibrada por uma realocação dos recursos para as demandas que devem ser atendidas em 2017. “Entendo que essa discussão é necessária para garantir a continuidade do nosso projeto enquanto instituição”, defendeu o pró-reitor.

Nova estrutura administrativa da Reitoria

Para apresentar o resultado do Grupo de Trabalho (GT) de Reestruturação Organizacional da Reitoria formado em 2015, a economista do Campus Monte Castelo, Silvana Pereira, tomou a palavra em um dos momentos da reunião. Ela apresentou a proposta de reformulação do organograma da Reitoria do Instituto, destacando que a matéria ainda precisa passar pela apreciação do Conselho Superior (CONSUP), que é responsável pela emissão de Resolução e pelas adaptações no Estatuto e Regimento Geral.

“É uma proposta de reestruturação organizacional apenas na Reitoria e esse diálogo começou a ser construído com os pró-reitores e os diretores sistêmicos. Um ano depois, chegamos a esse modelo que estamos apresentando”, relatou a representante do GT. Ela também pontuou que o projeto de reformulação foi fundamentado pelo disposto nas portarias nº 246/2016 e nº 1291/2013 do MEC.

Uma das principais mudanças propostas na reestruturação é a criação do cargo de diretor executivo, que será a autoridade com competência para tratar, juntamente com o reitor, de aspectos mais burocráticos do gabinete da Reitoria. Outro destaque da proposta é o surgimento de uma nova pró-reitoria, que deverá cuidar de assuntos referentes ao Planejamento e Desenvolvimento Humano. No modelo apresentado, as diretorias sistêmicas passam a ser incorporadas às diversas pró-reitorias. “Isto está sendo feito diante da escassez de recursos de funções e para otimizar alguns serviços, mas queremos ter a consciência tranquila de deixar um legado produtivo e qualitativo na busca pela excelência”, pontuou o reitor.

Planejamento estratégico

Em outro momento, houve a assinatura de um contrato de consultoria com a Steinbeis, organização alemã que tem desenvolvido um planejamento estratégico para o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal (Conif) e agora começa um trabalho da mesma natureza no IFMA. O reitor Roberto Brandão e o diretor-executivo da Steinbeis, Peter Dostler, aproveitaram o espaço na reunião do COLDIR para formalizar a parceria.

65-coldir-barra-do-corda-6Na ocasião, Dostler expôs brevemente como será feito o trabalho de desenvolvimento e implementação desse planejamento estratégico institucional, que deverá durar dois anos e incluirá a revisão do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a modelagem de processos-chave, além da viabilização de planos operacionais e de TI. “É um trabalho que não visa somente entregar papéis, mas principalmente entregar resultados”, enfatizou.

Brandão e Dostler também falaram sobre a proposta de oferecer, por meio da Steinbeis, um mestrado profissional para os servidores do IFMA inteiramente voltado a pesquisar soluções que atendam a diversas dimensões da gestão no Instituto.

Representação no Conselho Superior

Durante a reunião, também foram eleitos os novos representantes dos diretores-gerais no Conselho Superior (CONSUP) do IFMA. Os titulares escolhidos foram os professores Valdir Damascena, do Campus Barreirinhas, e João da Paixão, do Campus Caxias. Os suplentes são os diretores do Campus Imperatriz, Saulo Cardoso; do Campus Açailândia, José Werbet Silva; e do Campus Bacabal, Maron Gomes.

Fim do conteúdo da página