Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Fórum PE > Campus Bacabal realiza fórum de planejamento estratégico
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Bacabal realiza fórum de planejamento estratégico

Objetivo do fórum foi levantar demandas e proposições para alcançar a excelência institucional.
  • Maycon Rangel
  • publicado 24/05/2017 10h37
  • última modificação 31/05/2017 13h17

(Da esq. à dir.) Peter Dostler, Carlos Gusmão, Maron Stanley, Roberto Brandão, Carlos César e Coronel Egídio

Com o objetivo de ouvir as demandas e propostas da sociedade civil e alinhar esses elementos para a construção do Planejamento Estratégico 2016-2020, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) realizou o Fórum de Planejamento Estratégico no Campus Bacabal nesta quarta-feira (24). Os fóruns de planejamento estratégico estão sendo realizados em todos os 29 campi e na Reitoria do Instituto (acompanhe as etapas anteriores aqui).

O reitor, Roberto Brandão, explicou que o Planejamento Estratégico é uma ferramenta que busca alinhar as perspectivas da sociedade civil e do setor produtivo com as atividades desenvolvidas pelo IFMA. “Nós queremos participar do processo de desenvolvimento do município de Bacabal e, para isso, precisamos ouvir o que a comunidade espera do Instituto. Hoje, há 37 mil e seiscentos alunos matriculados no IFMA e chegaremos a 2018 com 50 mil alunos em todo o Estado”, apontou, reiterando o alcance do trabalho desenvolvido pela instituição na melhoria dos indicadores educacionais e de qualidade de vida.

O diretor-geral do Campus Bacabal, Maron Stanley, reiterou também a importância do envolvimento da comunidade na construção do planejamento estratégico. “Esse é um dia que vai ficar marcado na história do Campus Bacabal. O planejamento estratégico vai tornar possível potencializar o desenvolvimento dessa região. Certamente, trilharemos um caminho mais sólido em direção ao desenvolvimento”.

O vereador Coronel Egídio, representando a Câmara Municipal, agradeceu o papel que o IFMA tem desempenhado em Bacabal e região, promovendo a qualificação profissional dos jovens e adultos. Já o secretário municipal de Educação, Carlos Alberto Gusmão, representando o prefeito de Bacabal, Zé Vieira, falou sobre a relação entre educação e desenvolvimento, parabenizando o IFMA por proporcionar um espaço de diálogo em torno da questão educacional.

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e coordenador geral do Planejamento Estratégico, Carlos César Teixeira, distinguiu o planejamento feito sob a ótica legal do planejamento como instrumento de gestão. “Sob a ótica legal, os órgãos de controle exigem um documento com o planejamento da instituição, que, muitas vezes, acaba engavetado. Temos que ir além: o planejamento precisa refletir aquilo que a instituição realmente busca se tornar, onde ela quer chegar”.

O planejamento estratégico está sendo feito com a consultoria da STEINBEIS-SIBE do Brasil, empresa especializada em transferência de tecnologia e conhecimento. O consultor Peter Dostler explicou a metodologia do fórum e, em seguida, os participantes foram divididos em grupos de trabalho. “Os institutos federais precisam entender a sua missão. Enquanto o foco das universidades é a geração de conhecimento, os institutos, além de gerar conhecimento, precisam intervir na realidade e, para isso, é necessário conhecer o setor produtivo e os problemas sociais. A partir disso, será possível formar pessoas para se fixar na região e atuar como catalisadoras do desenvolvimento regional”.

 

Metodologia do fórum

Denominada “Mercado de informações”, a metodologia de trabalho consistiu em levantar soluções para as demandas prioritárias do Instituto, promovendo a discussão dos temas em grupos de trabalho (GTs). Ao longo do dia, as equipes discutiram e consolidaram propostas em cinco eixos temáticos:

  • Interação com o mercado: desenvolvimento e melhoria das relações existentes com organizações públicas e privadas, possibilitando a futura inserção dos discentes no mercado de trabalho e a implementação de novos negócios ou mudanças em organizações já existentes;
  • Inclusão social: demandas que possam ser tratadas pelo IFMA visando a responsabilidade ambiental, a inclusão do discente, da comunidade acadêmica e de toda a instituição na temática social;
  • Internacionalização do IFMA: relacionamento do IFMA com organizações de outros países, incluindo parceria com outras instituições de ensino para intercâmbios acadêmicos;
  • Ideias acadêmicas: demandas ligadas às políticas de ensino, pesquisa, inovação e extensão;
  • Interação com a sociedade: demandas a serem tratadas pelo Instituto para aprimoramento de sua relação com a sociedade em geral.

 

De acordo com Ana Caroline Miranda, que é professora de Direito Público do campus e foi a relatora do GT que discutiu o eixo Ideias acadêmicas, a participação de diferentes segmentos deu uma visão plural e democrática às discussões dos grupos e resultou na construção de propostas positivas para a unidade. “O grupo do qual participei revelou diferentes agentes, com diferentes visões e posicionamentos, e todos pensando numa ideia comum, que é de fazer com que este campus possa ser efetivamente algo positivo para a comunidade. Nossa atuação aqui em Bacabal já é bastante significativa, mas nós podemos potencializar ainda mais nossas ações. Conseguimos construir um material bastante extenso e a expectativa é que esses projetos possam se concretizar”.

 

Saiba mais

Desde outubro de 2016, o IFMA vem desenvolvendo seu Planejamento Estratégico 2016-2020, com o apoio da organização alemã STEINBEIS-SIBE. O interesse é a melhoria da governança, passando por um processo de alinhamento de objetivos, metas, iniciativas e processos da instituição.

Os fóruns já aconteceram nas seguintes unidades: São Luís – Monte Castelo, São José de Ribamar, Rosário, Viana, Barreirinhas, Imperatriz, Porto Franco, Barra do Corda, São Raimundo das Mangabeiras, Carolina, Itapecuru-Mirim, Pedreiras e Zé Doca.

 

Galeria de fotos

Clique aqui para ver mais fotos

Fim do conteúdo da página