Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Fórum PE > Campus Coelho Neto realiza fórum de planejamento estratégico
Início do conteúdo da página Notícias

Campus Coelho Neto realiza fórum de planejamento estratégico

Participantes discutiram desafios e construíram propostas para o Planejamento institucional.
  • Maycon Rangel
  • publicado 28/09/2017 20h53
  • última modificação 02/10/2017 09h47

(Da esq. à dir.) Américo de Sousa, Carlos César, Roberto Brandão, Arcenildo Nascimento, Peter Dostler e Osmar Aguiar

Desde outubro de 2016, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) vem construindo seu Planejamento Estratégico 2016-2020, iniciativa que busca definir projetos e ações na busca da excelência institucional. Como parte desse processo, estão sendo realizados fóruns envolvendo a comunidade interna e externa do Instituto, onde são levantadas demandas e propostas que vão subsidiar a construção do planejamento. Nesta quinta-feira (28), o Campus Coelho Neto recebeu o 24º Fórum de Planejamento Estratégico (acompanhe as etapas anteriores). Durante a abertura, houve a apresentação do Coral “Cantus Mandala”, formado por musicistas da cidade.

O reitor, Roberto Brandão, falou sobre a consolidação do Instituto Federal em Coelho Neto, apontando que a participação da comunidade na construção de propostas para o planejamento do IFMA é fundamental para se definir ações e programas prioritários da instituição. “O Campus Coelho Neto representa um espaço de pertencimento da comunidade local e da região. Por isso, não nos interessa fazer um planejamento a portas fechadas. Queremos que a sociedade seja protagonista desse momento, dizendo o que espera do Instituto Federal do Maranhão”. O reitor também mencionou que um dos objetivos do Planejamento Estratégico é estreitar os laços com o setor produtivo e o setor público, possibilitando que as tecnologias e produtos desenvolvidos no IFMA sejam aplicados nessas organizações.

O diretor-geral do campus, Arcenildo Nascimento, destacou também a participação ativa da sociedade no planejamento. “Esse é o momento em que a gente colhe as contribuições da comunidade interna e externa para o nosso planejamento. Só tenho a agradecer a todos que vieram nos ajudar a definir os rumos da instituição”.

O prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa, parabenizou o Instituto pela iniciativa. “O IFMA não está planejando apenas para si, mas para incluir a comunidade de Coelho Neto e dos municípios vizinhos. Que a instituição contribua cada dia mais com o desenvolvimento social e econômico da nossa cidade e da região”. Na mesma direção, o presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Aguiar, afirmou: “esse é o grande desafio: sair dos muros da escola e dialogar com a sociedade. E o IFMA está cumprindo esse papel: a cada dia temos percebido os alunos mais envolvidos com as questões sociais”, apontou.

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e coordenador geral do Planejamento Estratégico, Carlos César Teixeira, explicou que o propósito do Planejamento Estratégico é a busca de resultados mais efetivos, que possam tornar o IFMA uma instituição de excelência na oferta de educação profissional, científica e tecnológica. “Hoje, nossa instituição conta com o PDI [Plano de Desenvolvimento Institucional]. No entanto, esse documento possui um viés muito acadêmico e com indicadores que não estão diretamente relacionados com as metas. O Planejamento Estratégico, por sua vez, é uma ferramenta de gestão, que traça metas, indicadores e projetos, que define uma estratégia para alcançarmos nossa missão institucional”.

O planejamento está sendo feito com a consultoria da STEINBEIS-SIBE do Brasil, empresa especializada em transferência de tecnologia e conhecimento. De acordo com o consultor Peter Dostler, os Institutos Federais possuem um papel fundamental no desenvolvimento local e regional. “O objetivo dos Institutos Federais é formar pessoas que fixem na região e possam atender as necessidades produtivas, sociais, econômicas e culturais da população. Para isso, é preciso de aproximar do setor produtivo e pensar em soluções tecnológicas de forma conjunta”.

 

Metodologia do fórum

Grupo de trabalho elabora propostas para o planejamento estratégico do IFMA

Denominada “Mercado de informações”, a metodologia de trabalho consistiu em levantar soluções para as demandas prioritárias do Instituto, promovendo a discussão dos temas em grupos de trabalho (GTs). Ao longo do fórum, as equipes discutiram e consolidaram propostas em cinco eixos temáticos:

  • Interação com o mercado: desenvolvimento e melhoria das relações existentes com organizações públicas e privadas, possibilitando a futura inserção dos discentes no mercado de trabalho e a implementação de novos negócios ou mudanças em organizações já existentes;
  • Inclusão social: demandas que possam ser tratadas pelo IFMA visando a responsabilidade ambiental, a inclusão do discente, da comunidade acadêmica e de toda a instituição na temática social;
  • Internacionalização do IFMA: relacionamento do IFMA com organizações de outros países, incluindo parceria com outras instituições de ensino para intercâmbios acadêmicos;
  • Ideias acadêmicas: demandas ligadas às políticas de ensino, pesquisa, inovação e extensão;
  • Interação com a sociedade: demandas a serem tratadas pelo Instituto para aprimoramento de sua relação com a sociedade em geral.

 

A professora e ambientalista Ednilda Morais, representante da Área de Proteção Ambiental (APA) dos Morros Garapenses e da comunidade de Duque Bacelar, afirmou que a iniciativa do IFMA é louvável e traduz uma construção democrática, em que a comunidade pode expressar suas ideias. “Todos colocaram seus anseios, as necessidades de sua região. Contribuímos com propostas para a estruturação do nosso povo e a criação de cursos que tenham relação com os arranjos produtivos e com as potencialidades que nós temos, como a agricultura e o ecoturismo”.

 

Saiba mais

Os fóruns já aconteceram nas seguintes unidades: São Luís – Monte Castelo, São José de Ribamar, Rosário, Viana, Barreirinhas, Imperatriz, Porto Franco, Barra do Corda, São Raimundo das Mangabeiras, Carolina, Itapecuru Mirim, Pedreiras, Bacabal, Zé Doca, Santa Inês, São Luís – Maracanã, São João dos Patos, Presidente Dutra, Grajaú, Açailândia, Codó, Caxias, Timon e Coelho Neto.

 

Galeria de fotos

Mais fotos

Fim do conteúdo da página