Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Planejamento Estratégico: servidores participam de capacitações sobre processos institucionais
Início do conteúdo da página Notícias

Planejamento Estratégico: servidores participam de capacitações sobre processos institucionais

Cursos foram ministrados pelo consultor Bruno Viotti, da Steinbeis-SIBE do Brasil.
  • Maycon Rangel
  • publicado 08/06/2018 22h07
  • última modificação 08/06/2018 22h08

Servidores participam do curso de capacitação “Gerindo os processos”

Nos dias 06 e 07 de junho, os líderes dos projetos estratégicos e as equipes dos processos-chave do IFMA participaram de duas capacitações ministradas pelo consultor Bruno Viotti, da Steinbeis-SIBE do Brasil na sede da Reitoria, em São Luís. A capacitação “Gerindo os processos” teve como objetivo discutir conceitos e ferramentas para a gestão dos processos-chave da instituição e a capacitação “Validação da metodologia do Escritório de processos e projetos” tratou da explanação de um sistema para monitoramento dos processos-chave e dos projetos estratégicos.

 

Gerindo os processos – Bruno Viotti pontuou que o trabalho inicial do Escritório de processos é modelar todos os processos prioritários do dia a dia institucional; em seguida, as equipes dos processos ganham autonomia. “Após o mapeamento pelo Escritório de processos, deve haver uma descentralização para as equipes, que poderão remodelar o fluxo processual, em razão de mudanças internas ou externas que se refletem no trâmite de um determinado processo, como, por exemplo, a publicação de Instruções Normativas”.

O consultor também explicou a diferença entre processos e projetos. “O processo abrange uma sequência de atividades para realizar um trabalho. É uma atividade contínua, nunca tem fim, diferente do que acontece com o projeto. O projeto tem início, meio e fim e vai entregar um produto único”.

Para Bruno Viotti, os processos-chave ou críticos são aqueles que entregam grandes resultados dentro da instituição. Ele apresentou uma série de critérios utilizados pela consultoria para a classificação dos processos de acordo com o nível de criticidade para a organização. O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e coordenador geral do Planejamento Estratégico, Carlos César Teixeira, mencionou que o mapeamento dos processos está sendo validado durante as reuniões do Colégio de Dirigentes (Coldir), em que os gestores podem esclarecer dúvidas e se manifestarem acerca do fluxo desenhado para cada tipo de processo.

 

Monitorando os projetos e processos – Na quinta-feira (07), Bruno Viotti apresentou para os líderes de projetos estratégicos o sistema “Planer 360”, onde deverão ser registradas todas as informações referentes a cada processo-chave e aos projetos estratégicos do IFMA. Essas informações vão gerar o “mapa do projeto”, uma espécie de quadro canvas com a apresentação gráfica dos itens mais relevantes para compreender o projeto ou processo. O sistema vai servir para monitorar as etapas de implementação e avaliar os indicadores delineados para cada processo ou projeto.

 

Elaboração do novo PDTIC do IFMA – Ainda na quinta-feira, a equipe de elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC) 2019-2022 se reuniu na sala do Centro de Formação de Servidores (CFS) para definir a estratégia e o plano de trabalho do novo documento. A equipe é formada por servidores da Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DGTI), da Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Propladi) e sete técnicos de TI dos campi.

Os trabalhos se iniciaram agora e devem ser concluídos até o fim de setembro, possibilitando a apreciação do novo PDTIC pelo Conselho Superior (Consup) ainda este ano, visto que o PDTIC vigente se encerra no fim de 2018. “Os membros da equipe puderam debater sobre a estratégia de elaboração do novo PDTIC e a importância do documento. No entanto, o mais importante foi mostrar para a equipe a grande diferença deste PDTIC em relação ao anterior, que é o fato de que tanto o trabalho de elaboração quanto o monitoramento vão estar alinhados com o Planejamento Estratégico”, destacou o diretor de Gestão de Tecnologia da Informação, William Mendes.

O pró-reitor Carlos César Teixeira enfatizou também a importância do alinhamento do novo PDTIC com o Planejamento Estratégico 2016-2020. “O PDTIC será elaborado com foco no mapa estratégico desenvolvido durante o Planejamento Estratégico, o novo PDI [Plano de Desenvolvimento Institucional], com vigência também até 2022, e com os projetos estratégicos”.

Fim do conteúdo da página